Inverno: como aquecer a casa na época mais fria do ano?

Curitiba é, sem dúvidas, uma das capitais mais frias do Brasil. No inverno, não é incomum as temperaturas atingirem números negativos. Essa é a época em que o povo curitibano tira os casacos de inverno do closet para evitar passar frio quando precisa sair de casa.  E, na estação mais gelada do ano, nada melhor do que também ter a casa toda aquecida. Afinal, nosso lar deve proporcionar conforto e acolhimento em todos os momentos. Por isso, separamos algumas dicas preciosas para manter a casa toda quentinha e mandar a famosa “friaca” embora. Confira! Na decoração Quem disse que a casa também não pode ser agasalhada? O inverno é a estação mais adequada para investir em mantas e almofadas, que podem ser colocadas nas camas, poltronas e sofás. Além de conservar melhor a temperatura, esses itens de decoração também irão deixar sua casa cheia de estilo!  Fogo, velas e lareiras  Quando utilizado de forma segura, o fogo pode ser uma incrível ferramenta contra as baixas temperaturas. Para tornar os ambientes mais aconchegantes, vale a pena apostar em acender velas ou lareiras. Entretanto, é necessário ficar atento ao local no qual o fogo será aceso - que deve ser afastado de tecidos e outros materiais inflamáveis.  Aquecedores Além de fogo, uma boa forma de conseguir calor nos ambientes de casa é o uso de aquecedores. Além de opções como aquecedores solares ou à gás, também existem alternativas portáteis elétricas que podem ser utilizadas nos quartos, banheiros e ambientes comuns.  Na hora de dormir  No inverno, a hora de deitar na cama pode ser extremamente fria e desagradável. Felizmente, com os materiais certos você pode tornar essa experiência um pouco menos desconfortável. É possível acolchoar a cabeceira da cama, além de adicionar bolsas térmicas embaixo das cobertas minutos antes de dormir. Bons sonhos! Janelas e corredores  Uma forma de diminuir a entrada de vento em casa é apostar no uso de cortinas. Para os corredores, uma boa pedida é utilizar tapetes felpudos no chão, para que haja maior conservação de calor também nas áreas mais baixas da casa. Aproveite o sol  Durante o inverno, é comum termos vontade de deixar a casa fechada o dia inteiro. No entanto, fugir dessa tentação pode valer a pena. Deixe o sol entrar: aproveite os momentos de luz solar para abrir e arejar a casa.  Além de trazer mais calor e iluminação natural para os ambientes, o sol também pode combater a umidade excessiva e o mofo.  Esperamos que, com nossas dicas, você possa ter um inverno muito mais agradável e aquecido. O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima!

10 perguntas para fazer para o corretor sobre o imóvel do seu interesse

A compra de um imóvel certamente é um grande momento na vida de uma pessoa. Afinal de contas, o novo imóvel também significa um novo capítulo na história de alguém, com bons momentos sendo compartilhados com os amigos e a família.  Por ser uma etapa tão importante, o momento da compra do imóvel ideal gera muitas dúvidas. Por isso, nada melhor do que contar com o trabalho de profissionais especializados em fazer você encontrar a casa ou apartamento perfeito.  Ao contratar os serviços de uma imobiliária especializada, é o corretor de imóveis que irá nos auxiliar em todas as etapas necessárias para encontrar a melhor opção para sua personalidade e estilo de vida.  Pensando nisso, preparamos uma lista com as perguntas mais importantes para fazer ao seu corretor acerca do imóvel desejado por você. Confira! 1) Quais as opções de pagamento e parcelamento? Confira quais as formas de pagamento disponíveis para o imóvel que você deseja. O pagamento é à vista ou financiado? Caso seja a segunda opção, quais são as possibilidades de financiamento? Há alternativas para negociar o valor do imóvel?  Tudo isso garante que você consiga fechar negócio de acordo com as suas condições e dentro da sua realidade. 2) Este imóvel combina comigo e/ou com minha família? Morar sozinho ou com a família faz toda a diferença na hora de escolher o imóvel. É importante questionar se a infraestrutura da casa está preparada para receber todos os moradores de maneira adequada. O número de quartos é suficiente? As áreas comuns conseguem proporcionar conforto e lazer?  Saber tudo isso previamente faz com que a escolha seja muito mais acertada. 3) Há variedade de serviços e facilidades na região? Procure saber com seu corretor se a região é rica em centros comerciais, parques, clubes, escolas, bancos, farmácias e demais serviços que forem importantes para tornar seu cotidiano mais prático.  É imprescindível morar numa região da cidade que possua serviços que atendam às suas necessidades. 4) Você tem mais informações sobre a vizinhança? O processo de mudança nem sempre é fácil. Uma vizinhança acolhedora e disposta a ajudar certamente faz toda a diferença. Identifique com seu corretor a respeito de como é a vizinhança do seu condomínio, rua e/ou bairro.  Informações como a faixa etária e perfil das pessoas que moram naquela região fazem toda a diferença. 5) Qual o valor do condomínio? Caso o imóvel desejado fique em um condomínio ou edifício, não se esqueça de perguntar o valor do condomínio. A tarifa adicional deve ser um valor que caiba em sua realidade financeira. 6) Quais as taxas adicionais e parte burocrática? Ao comprar um imóvel novo, é importante estar ciente de que você poderá ter que arcar com eventuais despesas extras.  Esclareça-as com seu corretor. Informações como valor do IPTU, taxas de transferência e outros registros, tudo isso deve ser colocado na ponta do lápis. 7) Como é a segurança na região? Indague seu corretor - e também outros moradores - a respeito da segurança da região. Descubra se a região da cidade escolhida por você possui boa iluminação e policiamento constante.  8) Qual a idade do imóvel? Descubra o tempo de existência da casa ou apartamento, bem como se já foram feitas reformas e manutenções pelos moradores anteriores. Esse tipo de pergunta visa evitar transtornos posteriores em relação à estrutura do local. 9) Qual o estado de conservação do imóvel? Antes de fechar negócio, cheque se o imóvel necessita de reformas. Procure saber a respeito da estrutura elétrica e hidráulica da casa ou apartamento, e descubra se você precisará arcar com reformas no futuro. 10) Quais as perspectivas de valorização do imóvel? Comprar um imóvel é um investimento. Caso você tenha interesse em vender a casa ou apartamento posteriormente, descubra com seu corretor as perspectivas de crescimento regional e potencial de valorização imobiliária no local.  E aí, o que achou das perguntas? Que outras dúvidas você acha que não podem faltar para o corretor de imóveis? Conta pra gente nos comentários!  O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima!

Bairros de Curitiba: conheça o Campo Comprido!

Nos últimos meses, publicamos diversos artigos para você, que pensa em comprar ou trocar de imóvel, possa escolher o bairro perfeito para morar. Afinal de contas, é essencial morar na região da cidade que mais combina com a gente, não é mesmo?  Anteriormente, você pôde conhecer os seguintes bairros:  Santa Felicidade Ecoville BatelBigorrilho JuvevêCabral  No nosso post de hoje, vamos apresentar um bairro com grande variedade de serviços, cultura, lazer diversidade de imóveis. Estamos falando do Campo Comprido. E aí, interessado em saber mais detalhes sobre essa região da cidade? Então confira!  Campo Comprido: história e fatos interessantes  Acredita-se que o bairro Campo Comprido tenha recebido este nome por sua extensão e também por, historicamente, ter sido utilizado como ponto de passagem para cidades dos chamados Campos Gerais.  Especialistas da História local acreditam que as terras onde hoje fica o bairro pertenciam à Baltazar Carrasco dos Reis, um dos fundadores da cidade de Curitiba.  Atualmente, o bairro é dono da via mais extensa da cidade, a Rua Eduardo Sprada. De modo geral, o bairro possui boas ruas e o acesso ao Centro é facilitado. O Terminal do Campo Comprido também propicia chegada rápida a diversos bairros da cidade, como Santa Felicidade, Fazendinha, Campina do Siqueira e Ecoville.  O Campo Comprido é essencialmente residencial, possuindo muitas opções de moradia. São casas, condomínios fechados e edifícios de luxo dos mais diversos tipos. Mas, para quem busca certas facilidades e vantagens, o bairro pode oferecer muito mais!  Campo Comprido: facilidades e opções  Podemos considerar o Campo Comprido um bairro de muitos privilégios. Dizemos isso pois as opções de lazer e facilidades são muito diversas. Para aqueles que gostam de praticar atividades físicas na rua, o bairro possui ciclovias e pistas perfeitas para caminhada e corrida. Além disso, não tem como falar do Campo Comprido e não citar o Parque Barigui, um dos principais pontos turísticos de Curitiba. Isso sem contar o famoso ParkShoppingBarigui, que fica em frente ao parque e possui incríveis opções de lojas.  Mais que isso, o bairro também possui boas alternativas no quesito restaurantes e eventos, ficando próximo de locais que propiciam boa experiência gastronômica e possibilidade de descontração com os amigos, como a Mercadoteca.  O bairro também apresenta variedade de supermercados, bancos, hospitais, escolas e faculdades, como a Universidade Positivo e a UTFPR. Todas essas vantagens tornam o Campo Comprido uma ótima escolha para morar!  Se você está interessado e deseja conhecer algumas opções de imóvel nesse bairro, confira a seleção abaixo!  Seleção de imóveis 1) A primeira casa de nossa seleção parece até um sonho. Luminosidade deliciosa durante o dia, ambientes cheios de leveza e uma integração maravilhosa!  Com 195m² de área privativa e um terraço de 54m², além de um jardim delicioso, desse jeito não tem como não querer morar no Campo Comprido!  2) Com projeto assinado pelo arquiteto Ricardo Ferretti, essa casa possui ambientes maravilhosos que enchem os olhos.  Especialmente projetada para quem busca funcionalidade e um ar moderno, esse imóvel possui uma iluminação perfeita e ambientes extremamente aconchegantes.  Entre as vantagens podemos citar a academia equipada, cozinha gourmet integrada e piscina ecológica. Tem como ser melhor? E aí, o que achou do bairro Campo Comprido e da nossa seleção de imóveis? Conta pra gente nos comentários. O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Como montar e decorar o closet de casa?

O closet pode ser definido como um guarda-roupas adaptado para servir também como vestiário. Ter um closet mostra-se extremamente vantajoso, uma vez que é possível guardar as roupas de forma mais espaçada e ordenada.  Entretanto, muitas pessoas possuem dúvidas de como montar, organizar e decorar o closet de uma maneira prática e com personalidade. Pensando nisso, preparamos várias dicas para você montar ou reformar seu closet da melhor maneira possível. Confira! Local e tipo de closet  Ao montar um closet em casa, é necessário pensar em alguns detalhes cruciais. Um deles é o lugar em que ele será montado. Geralmente, as pessoas optam por montar um closet em um espaço integrado ao quarto ou suíte, mas isso não é obrigatório. Um cômodo desocupado é um exemplo interessante de onde seu closet pode ser construído.  Com o espaço já selecionado, é necessário pensar no tipo de closet desejado. Os modelos com portas e armários possuem uma pegada mais tradicional, uma vez que remetem mais aos guarda-roupas. Já os closets sem portas são mais modernos, mas as peças de roupa e acessórios expostos o tempo todo exigem que o local seja arrumado constantemente.  Organizando o closet A partir da escolha do espaço em que o closet será montado, é hora de pensar na questão de organização. Afinal de contas, você precisa de um closet que seja funcional e ofereça facilidade na hora de escolher o que vestir. O ideal é que cada tipo de peça de roupa possua um espaço separado, para que não haja misturas no closet.  Gavetas, cabideiros, araras e ganchos são itens essenciais para arrumar suas peças de roupa de maneira adequada. Também é interessante um espaço de 1 ou 2 centímetros entre peças de roupa como blusas, camisas e vestidos, para uma sensação maior de “respiro”. Além disso, peças mais separadas facilitam a visualização.  Para os sapatos, é interessante investir em divisórias organizadoras que permitam que os pares sejam guardados juntos. A divisão também permite mais facilidade na hora de limpar, além de possibilitar uma categorização por cor e por tipo.  O mais importante é saber que a organização do closet está muito atrelada ao estilo de vida. Quem trabalha em um ambiente corporativo irá precisar de um closet que contemple e facilite a organização de ternos e peças sociais, por exemplo. Seu closet deve ser sob medida para suas necessidades!  Closet de casa: decoração e personalização Os detalhes fazem toda a diferença na hora de montar um closet perfeito. O espaço deve ser montado de maneira a refletir seu estilo de vida e jeito de ser.  Os corredores do closet devem ter espaço suficiente para transitar, experimentar as roupas e caminhar. As luzes devem ser suficientemente intensas para iluminar as peças de roupa e acessórios, facilitando a escolha. Os espelhos são itens essenciais, tanto para a prova das roupas quanto para que o ambiente pareça mais amplo e espaçoso.  Uma decoração com papéis de parede também é bem vinda. Arranjos florais, fotos e quadros podem estar presentes, criando ainda mais um senso de personalidade. Moodboards com suas inspirações e ideias para próximos looks também são ótimas pedidas.  E aí, o que achou das dicas? Conta pra gente usando os comentários. O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Averbação: descubra o que é e quando averbar

O processo de compra ou venda imobiliária exige muita atenção do ponto de vista legislativo. É importante que os envolvidos nessas transações compreendam o significado de certos termos, garantindo que nenhum detalhe seja deixado para trás.  Pensando nisso, no post de hoje iremos falar sobre a averbação de imóveis. Esse termo, ainda desconhecido para algumas pessoas, é de extrema importância para o mercado imobiliário. Confira!  Afinal, o que é averbação de imóveis? A averbação pode ser definida de maneira simples, apesar do nome soar complexo. Esse termo é utilizado para definir a ação de modificação no teor de um registro, como por exemplo o de um imóvel.  Dessa forma, pode-se dizer que averbar é uma atitude tomada a fim de formalizar todas as eventuais alterações realizadas no registro do imóvel. Ou seja, é uma espécie de histórico detalhando todas as mudanças ocorridas no imóvel ou nas condições de seus proprietários.  Alguns exemplos do uso prático da averbação é a de formalizar a construção ou demolição de cômodos, reformas e alterações em salas e/ou lotes, etc. Todas essas alterações exigem averbação. Além dessas, alterações de caráter civil (como óbito, casamento, divórcio) do (s) dono (s) também precisam ser documentadas.  Saiba mais: descubra a diferença entre escritura, contrato e registro do imóvel Qual a utilidade de averbar? A aplicação prática é principalmente uma: segurança. Com todas as informações do imóvel sendo públicas, garante-se credibilidade e validade jurídica. A averbação garante a transparência e a proteção de direitos, e o acesso a essas informações possui impactos até mesmo na valorização do imóvel. Como e quando fazer a averbação do imóvel? Para que a averbação possa ser realizada, é necessário ir ao cartório de registro de imóveis deste bem. Além disso, você precisará apresentar a documentação solicitada. Os documentos requeridos variam de acordo com a averbação a ser feita. O alvará será solicitado em caso de uma demolição, por exemplo. Ou ainda a certidão, caso a alteração seja referente a um casamento.  Importante: assim que você perceber a necessidade de averbação, dirija-se ao cartório de registro de imóveis. Existem mais de 30 casos de necessidade de averbação na Lei de Registros Públicos, Abaixo, separamos alguns deles. Confira!  Mudança na numeração do imóvel ou prédio Alterações no sobrenome por casamento e/ou desquite Restabelecimento da sociedade conjugalFim da concessão do direito real de uso Construções, reformas, demolições, etc.  Caso a documentação esteja toda em dia, o prazo médio para a averbação ser concluída é de 30 dias a partir da solicitação de abertura do protocolo. É importante reforçar que, além de importante, averbar é uma atitude obrigatória. Caso contrário, não é possível realizar a compra e venda de um imóvel.  E aí, o que achou do conteúdo? Tem mais alguma dúvida em relação a este assunto? Conta pra gente nos comentários! O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente. Até a próxima!

6 livros para ler e atualizar a biblioteca de casa

Quem é apaixonado por livros já sabe: não tem coisa melhor do que “viajar” sem sair de casa. Através da leitura, é possível adquirir conhecimento, entender novas culturas, costumes e viver emoções inimagináveis. No entanto, nem sempre é fácil encontrar um título cativante em meio a tantas opções. Pensando nisso,  preparamos títulos de gêneros variados para você atualizar sua biblioteca de casa e aproveitar o tempo livre para se aprofundar ainda mais no universo da leitura. Vamos lá!  A História da Arte - Ernst Gombrich Ernst Gombrich foi um historiador da arte austríaco. De todos os livros escritos por ele, talvez o melhor sucedido tenha sido “A História da Arte”, com sua primeira edição tendo sido publicada em 1951. O livro é um incrível panorama introdutório às artes visuais, como pintura, escultura e arquitetura. O livro é dividido em introdução + 27 capítulos, sendo que cada capítulo aborda um determinado período da história da arte.  O livro surpreende por conter grande contextualização cultural e geográfica, além de imagens com grande riqueza de detalhes e explicações primorosas. Para quem tem um interesse especial em Arte, vale a pena! O homem e seus símbolos - Carl Jung Carl Jung foi um psiquiatra e psicoterapeuta, fundador da psicologia analítica. Um de seus títulos mais interessantes (ainda que o autor possua livros mais famosos) provavelmente é “O Homem e seus Símbolos”. Durante o livro, o psicólogo e seus estudantes discutem a respeito dos sonhos e seus simbolismos, bem como as aplicações práticas que a interpretação destes símbolos podem ter para aqueles que buscam o autoconhecimento. Ótima recomendação! Lugares distantes: Como viajar pode mudar o mundo - Andrew Solomon Andrew Solomon ficou conhecido por escrever o best-seller “O Demônio do Meio-Dia”, no qual relata sua própria batalha - e a de outras pessoas - contra a depressão. Em “Lugares Distantes”, o autor discute o poder que há em viajar e conhecer novas culturas.  No livro, há observações e fatos interessantes acerca de mais de 80 países, o que faz da obra um olhar interessante a respeito dos mais diferentes destinos ao redor do mundo. Imperdível! Ética a Nicômaco - Aristóteles Esse é um daqueles livros definitivos da história da humanidade. A filosofia aristotélica impacta em nossas vidas até os dias de hoje, e seus escritos parecem a cada dia mais importantes e atuais. Em “Ética à Nicômaco”, livro dedicado a seu filho, Aristóteles faz reflexões profundas acerca da moral e do caráter humano. Além disso, uma das questões-chave abordadas no livro é a busca pela Felicidade, bem como os possíveis meios para alcançá-la plenamente.  Clarice, -  Benjamin Moser Clarice Lispector foi uma escritora modernista brasileira. Sua obra é até hoje conhecida por trazer grandes questionamentos acerca da própria vida, além dos mistérios e reflexões que podem estar contidas nas coisas mais cotidianas e aparentemente desimportantes.  Nesta incrível biografia, o autor Benjamin Moser narra de maneira instigante os momentos mais marcantes da vida da autora. Desde sua vinda da Ucrânia para o Brasil, as dificuldades no casamento e a luta para ser reconhecida como uma escritora séria da literatura brasileira, que pode por vezes ser extremamente machista. Criatividade S.A.: Superando as forças invisíveis que ficam no caminho da verdadeira inspiração - Ed Catmull Precisando de um boost na criatividade? Que tal conhecer a história e a jornada de um criador de filmes de animação que entraram para a história?  Neste livro extremamente instigante e inspirador, Ed Catmull, um das fundadores da Pixar, conta sua trajetória rumo ao sucesso mundial.  Durante o livro, descobrimos curiosidades por trás da criação de filmes como Toy Story e outros títulos da Disney que revolucionaram a animação cinematográfica. Não tem como não ler!  E aí, o que achou destes títulos? Conta pra gente qual você mais quer ler! O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Especulação imobiliária e valor de mercado

Quem acompanha o mercado imobiliário com frequência ou é um investidor nesse segmento certamente já ouviu falar do termo “especulação imobiliária”. Na verdade, essa é uma forma muito adotada por investidores que pretendem garantir um retorno financeiro satisfatório.  A especulação financeira diz respeito ao ato de investir em imóveis visando sua valorização futura. Dessa forma, o “especulador” obterá lucros a partir da venda ou aluguel do imóvel. Alguns exemplos dos tipos de imóvel passíveis de especulação imobiliária são, entre outros:  TerrenosCasas e apartamentos Centros comerciais Edifícios Shoppings  É importante ressaltar, no entanto, que investir em imóveis dessa maneira não necessariamente significa uma obtenção imediata de lucro, o que aconteceria no caso de uma venda ou aluguel imediato. No caso da especulação, o lucro está atrelado a uma valorização futura, à longo prazo. Especular é investir acreditando que, no futuro, aquele imóvel terá maior valor de mercado. Mas o que é isso, exatamente?  O que é valor de mercado? O conceito de valor de mercado pode causar confusão em muitas pessoas. Primeiramente, é necessário pontuar que valor de mercado é diferente de preço.  O preço é, na prática, quanto se paga por um imóvel. Esse valor pode variar conforme o momento econômico ou ser influenciado (para mais ou para menos) por tendências do mercado.  Já o valor de mercado diz respeito à quanto realmente vale determinado imóvel. O valor está atrelado a características como considerações técnicas, dados demográficos, localização e infraestrutura.  Por isso, a depender do cenário do mercado daquele momento, nem sempre o preço final pago pelo imóvel será o mesmo do valor de mercado. Fatores que influenciam na valorização de um imóvel Para que aconteça uma alta no valor de um imóvel, o investidor deve considerar alguns dos fatores a seguir. Confira alguns deles abaixo!  Infraestrutura do local e do imóvel  Para valorizar um imóvel, é importante que aspectos da infraestrutura da região também passem por melhorias. Na prática, isso se traduz em um local que ofereça variadas atividades comerciais, opções de lazer, facilidade e acessibilidade de transporte, entre outros.  Fatores demográficos  Além da infraestrutura, outro fator relacionado à valorização imobiliária está relacionado a características demográficas regionais. O aumento de habitantes e densidade populacional mais elevada significa que um local está crescendo ou sendo revitalizado e/ou reformado.  Oferta x demanda  Os dois fatores elencados acima mexem muito com as relações de oferta e demanda. E as relações de oferta e demanda afetam diretamente a valorização de imóveis em determinada região. Isso significa dizer que quanto maior a busca por certa localidade, mais valerão os bens imóveis daquele local.  Uma vez que a demanda é muito alta, acontece a escassez de ofertas. É neste momento que um investidor consegue obter seus lucros, uma vez que terá agora o poder de aumentar o preço do imóvel para compra ou venda, tornando o negócio mais vantajoso.  Neste artigo, você pôde aprender mais sobre como se dá a especulação imobiliária. Viu também como este tipo de investimento pode se mostrar vantajoso para aqueles que pensam em longo prazo. Além disso, foi possível compreender melhor alguns dos fatores levados em consideração para determinar a valorização de um imóvel.  O que achou do conteúdo desta semana? Conta pra gente nos comentários! O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Bairros de Curitiba: conheça o Cabral!

Durante os últimos meses, temos publicado uma série de artigos para aqueles que consideram comprar ou trocar de imóvel possam escolher o bairro perfeito para morar. Afinal, não tem coisa melhor que morar num cantinho da cidade que combine com a gente, não é mesmo?  Nos posts anteriores, você pode conhecer os seguintes bairros:  Santa Felicidade Ecoville BatelBigorrilho Juvevê Hoje, você irá conhecer um bairro que é conhecido pela tranquilidade, ainda que possua um fluxo comercial e de pessoas bem ativo. Estamos falando do Cabral! E aí, está interessado em conhecer mais detalhes sobre essa região da cidade? Então confira! Cabral: história, localização e fatos interessantes A história do bairro Cabral pode ser contada a partir do motivo do seu nome. Por volta da metade do século XIX, a família Cabral doou o terreno onde hoje está construída a Igreja Bom Jesus - provavelmente a mais conhecida construção religiosa e ponto turístico do bairro.  Nos dias atuais, o bairro é tranquilo e majoritariamente residencial. Entretanto, a proximidade com famosas avenidas da cidade permite com que haja grande atividade comercial na localidade. A região é conhecida por possuir centenas lojas e pontos comerciais que se importam muito com a qualidade de seus produtos e serviços.  Por isso, o bairro é famoso por unir “o melhor dos dois mundos”: avenidas e ruas principais muito ativas e agitadas, e ruas menores bem arborizadas e silenciosas. Inclusive, o bairro possui grande densidade de área verde para seus 12 mil habitantes (algo em torno de 11m² por habitante, superando bairros como Batel e Santa Felicidade).  Esses detalhes e muitos outros fazem do Cabral um dos melhores bairros para morar em Curitiba!  Cabral: facilidades e opções de lazer Uma das principais facilidades percebidas por quem mora no Cabral é a facilidade de acesso a locais como Centro ou Centro Cívico. Por isso, para aqueles que trabalham ou realizam alguma atividade cotidiana nessas regiões, o bairro é a escolha perfeita. Além disso, o bairro é bem completo, possuindo diversas opções de parques e praças, academias, supermercados, escolas e hospitais. O visual da região também é um diferencial. Diversos prédios e construções contam com uma arquitetura neoclássica, o que dá um ar europeu sofisticado e clean.  Seleção de imóveis 1) O primeiro imóvel dessa seleção é essa cobertura toda especial e cheia de charme! Localizado numa localização privilegiada do bairro Cabral, esse imóvel é espaçoso, confortável e sofisticado. A parte superior chama atenção por contar com um incrível espaço gourmet e uma piscina perfeita para fazer a alegria da família e amigos. Incrível!  2) Esse apartamento aqui está além de qualquer elogio. Com uma decoração clean e espaço de sobra, esse imóvel também possui uma integração incrível e uma varanda com churrasqueira. Tudo isso numa localização especial no bairro Cabral. Tem como não se apaixonar?  3) Para encerrar essa seleção, separamos um apartamento que é sinônimo de requinte e bom gosto. Os ambientes, extremamente espaçosos, trazem uma sensação confortável e aconchegante. Perfeito para receber os amigos em ocasiões especiais, além de ficar localizado numa região privilegiada: entre a Justiça Federal e o Graciosa Country Club. Tudo de bom!  O que achou de saber um pouco mais sobre esse bairro incrível? Tem alguma curiosidade ou algum outro bairro que você deseje conhecer? Conta pra gente nos comentários!  O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Como usar a arte na decoração da casa?

Ter um lar bonito e cheio de personalidade é desejo de todo proprietário. Afinal de contas, a disposição harmônica de móveis e outros itens decorativos trazem uma atmosfera renovada e estilosa aos cômodos. Mas além de mobília e itens de decorativos convencionais, um tipo de objeto que pode trazer ainda mais sofisticação e personalidade para uma casa são obras de arte. Elas revelam, acima de tudo, o estilo e as referências culturais do dono da casa. Entretanto, para combinar com a decoração do restante do ambiente, é imprescindível que as obras de arte escolhidas estejam dispostas seguindo sempre sensibilidade e bom gosto. A seguir, preparamos dicas de como fazer para incorporar a arte na decoração da sua casa de maneira adequada. Confira! A altura ideal  Ao adquirir uma obra de arte (como um quadro, por exemplo) para sua casa, um dos objetivos é que ela seja vista e admirada por amigos e convidados. Por isso, o ideal é que a peça seja pendurada em uma altura adequada. A altura perfeita é algo entre 1,60m e 1,80m, impedindo que uma pessoa de altura média tenha que esticar ou baixar muito o pescoço para poder apreciar o quadro. O segredo é estar sempre, na medida do possível, à altura dos olhos! Menos é mais O que mais chama atenção em uma obra de arte é sua originalidade. Tonalidades, nuances e detalhes que a tornam única e especial. Por isso, não é ideal misturar peças diferentes entre si em um mesmo ambiente.  Agrupamentos de quadros ou vasos são bem vindos em caso de peças que tenham uma relação entre si. É o caso de itens que tenham o mesmo estilo ou sejam do mesmo autor, por exemplo. Caso contrário, é provável que a junção de peças destoantes deixe o ambiente poluído em vez de harmônico.  Confira também: as principais tendências de decoração para 2020! Cuidados e manutenção Ao adquirir uma obra de arte para a decoração da casa, é importante estar ciente de que esse tipo de artigo exige cuidados específicos, diferentemente de itens de decoração mais comuns. Muitas vezes, a limpeza e manutenção desses trabalhos precisam ser feitos de maneira minuciosa, ou ainda necessitar da assistência de profissionais especializados. Artigos de arte também são considerados investimentos, então é imprescindível pensar em como fazer para conservar pinturas, fotografias, arranjos ou esculturas. Talvez optar por conservar telas e estátuas de materiais mais sensíveis usando estruturas em vidro, por exemplo. Fique atento!  A peça certa no cômodo certo Por ser uma temática de caráter muito pessoal, não é fácil criar uma regra específica e afirmar com precisão a respeito de obras de arte que combinem mais ou menos com este ou aquele ambiente. Entretanto, alguns especialistas afirmam que há algumas preferências de peças que tendem a ficar mais harmônicas em determinados cômodos.  Para a sala de estar, por exemplo, a arte pode estar presente em sua casa por meio da tapeçaria, podendo ser proveniente de artistas de diversos países. Quadros e pinturas de um mesmo estilo ou artista também são bem vindos, caso você seja um colecionador.  Para os quartos, o ideal é apostar em peças (como quadros ou fotografias) que complementem e estabeleçam um diálogo harmônico com as paredes deste cômodo, trazendo mais cor e movimento.  Para os banheiros, pense em peças cujo formato e cor combinem com as paredes e azulejos, tornando o lugar mais criativo e agradável.  Para os corredores, o melhor é evitar peças que estejam expostas em um pedestal, como estátuas e esculturas. Por ser um lugar de grande circulação, é possível que alguém acidentalmente esbarre ou danifique a peça. O ideal para este tipo de peça são ambientes que possuem muito espaço, como jardins e quintais.  E aí, o que achou das dicas? Tem mais alguma dica ou sugestão de como incorporar a arte na decoração de casa? Conta pra gente nos comentários. O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

7 filmes e séries para assistir em família

Foi-se o tempo em que ficar em casa era sinônimo de ficar entediado. Atualmente, existem diversas atividades que podem ser feitas no conforto e segurança do próprio lar. A Internet, por exemplo, possibilita horas de lazer e entretenimento. As plataformas de streaming de filmes, como a Netflix e Amazon Prime, podem transformar seu lar em um verdadeiro cinema. Mas em meio a tantas opções de filmes e séries, nem sempre é fácil escolher um título que agrade a família toda. Pensando nisso, nossa equipe preparou uma série de recomendações de filmes que irão agradar crianças, adolescentes e adultos. Então pode preparar a pipoca, que a sessão de cinema em família está para começar. Bom filme! 1) Forrest Gump - O Contador de Histórias Forrest Gump é uma comédia dramática lançada em 1994. Estrelado por Tom Hanks, o filme conta a vida de Forrest Gump, um homem simples do Alabama. No entanto, sua vida é cheia de idas e vindas e acontecimentos inigualáveis, incluindo participações em alguns dos maiores eventos históricos do século 20 e amizades com ícones da cultura pop. O roteiro brilhantemente adaptado ainda se destacou no Oscar, vencendo prêmios como Melhor Filme e Melhor Ator. Imperdível! 2) Stranger Things Em meados dos anos 80, um garoto chamado Will Byers desaparece misteriosamente da pacata cidade fictícia de Hawkings. Esse acontecimento, além de outros eventos paranormais inexplicados, mexem com a vida da família e principalmente dos amigos de Will. Além de ser uma série maravilhosa por prender o espectador desde o primeiro episódio, a estética e a trilha sonora são odes ao estilo de contar histórias que vemos em filmes clássicos dos anos 80. Vale muito a pena! 3) Minha Mãe é Uma Peça 1, 2 e 3 Estrelados pelo comediante Paulo Gustavo, Minha Mãe é Uma Peça 1, 2 e 3 é uma série de filmes brasileiros que ganharam o país. Encarnando Dona Hermínia, personagem inspirado em sua própria mãe, Paulo Gustavo dá vida a uma mãe que se mete em confusões e faz de tudo para proteger e cuidar dos filhos. O mais recente da série, Minha Mãe é Uma Peça 3, é o terceiro filme nacional mais visto de todos os tempos nos cinemas do país. Bom demais! 4) Toy Story 1, 2, 3 e 4 De todas as recomendações, essa é uma daquelas quase obrigatórias. Se você e sua família ainda não assistiram a essa série de filmes, corram porque vale muito a pena! Os filmes mostram a história e a amizade dos brinquedos de um menino chamado Andy. As tramas e aventuras vividas pelos amigos são extremamente cativantes, divertidas e emocionantes. O primeiro filme, que estreou em 1995, foi um dos responsáveis por mudar para sempre a forma de se fazer animação por computador. Inigualável! 5) The Middle The Middle é uma série de comédia norte-americana que conta a vida de Frankie Heck e sua família. Narrado do ponto de vista da protagonista, a trama fala sobre a rotina da classe média dos Estados Unidos, além de mostrar conflitos em família engraçadíssimos e possuir aprendizados valiosos. Essa é para maratonar! 6) Fala sério, Mãe Destinado a um público mais adolescente, esse longa brasileiro de 2017 nos mostra as alegrias e conflitos que acontecem na vida de uma mãe, Ângela Cristina, e sua filha, a Malu. Protagonizado por Ingrid Guimarães e Larissa Manoela, o filme é leve e mostra as relações familiares de maneira descontraída, divertida e emocionante. Curtiu? 7) Capitão Fantástico Lançado em 2016, Capitão Fantástico mostra a vida de um pai e seus filhos, que são criados longe da civilização moderna. No entanto, isso não impede que a vida da família seja repleta de aventuras e aprendizados. O filme faz reflexões muito pertinentes a respeito das relações entre pais e filhos e métodos educacionais. Além disso, conseguiu aclamação da crítica e indicações ao Oscar. Imperdível! O que achou das nossas recomendações? Conta pra gente nos comentários qual você não vê a hora de assistir! O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima!