Sobrado ou casa térrea: qual a melhor opção?

Comprar um imóvel é um processo que exige muito planejamento. Além disso, escolher a casa dos sonhos envolve diversas escolhas. Selecionar o tipo de construção é uma dessas escolhas.  Na hora de escolher um imóvel, muitas pessoas podem se perguntar: qual a melhor opção, um imóvel térreo ou um sobrado? Pensando nesse tipo de questionamento, preparamos esse post para falar acerca das vantagens e diferenças entre esses dois imóveis. Dessa forma, você poderá optar pela opção que mais combina com a sua realidade. Vamos lá!  Quais as diferenças entre casa térrea e sobrado? A casa térrea é um espaço construído tendo apenas um andar. Já o sobrado é o imóvel construído em dois ou mais andares. Entretanto, para escolher a melhor opção para você, também é importante analisar aspectos como o tipo e o tamanho de terreno, bem como as dimensões da casa ou projeto. Abaixo, você confere com mais detalhes as características de cada tipo de imóvel!  Casa térrea  Por possuir apenas um andar, a construção da casa térrea se diferencia do sobrado pela ausência de escadas separando os cômodos entre os andares. A cassa térrea se mostra uma opção satisfatória para pessoas que, por exemplo, possuem crianças ou familiares idosos ou com dificuldades de locomoção. Além disso, a casa térrea pode possuir cômodos maiores e bem integrados, uma vez que há uma exploração mais extensiva do terreno.  Sobrado O sobrado é um tipo de imóvel ideal para quem deseja ter espaços bem divididos, principalmente entre a área de visitas e as áreas privadas da casa. No andar de baixo, por exemplo, é possível ter a sala de estar, cozinha ou área gourmet, além de espaço para TV e lazer. No segundo andar, geralmente ficarão os quartos, suítes e banheiros privativos. Além disso, como os dois andares estão suspensos no mesmo metro quadrado, a sobra de espaço no terreno pode ser utilizada para um quintal maior ou área para piscina.  Qual a melhor opção de imóvel? Como vimos acima, esse tipo de pergunta não é tão simples de ser respondida. Cada tipo de imóvel irá ter características e diferenciais específicos que irão ou não combinar com o que procura na hora de comprar.  Para concluir, a melhor opção de imóvel sempre será aquela que der conta de atender de maneira satisfatória todas as suas necessidades. É imprescindível encontrar uma casa cujo tamanho, número de cômodos e localização estejam em consonância com o seu estilo de vida.  O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima!

Avaliação e e precificação imobiliária: entenda o processo

O processo de precificação de um imóvel passa por diversas etapas. Afinal de contas, a imobiliária precisa ter certeza de que o valor seja justo para quem está vendendo e economicamente viável para o futuro comprador. Mas qual o passo a passo para decidir o valor de um imóvel?  De modo geral, para atribuir preço a um imóvel, a Axis 21 se baseia em uma série de fatores bem definidos. Hoje, separamos alguns deles para que você possa conhecer melhor esse trabalho. Confira!  1) Prédio ou condomínio Antes mesmo de avaliar a casa ou apartamento, buscamos fazer um estudo completo da condição dos prédios ou condomínios nos quais estes se encontram. Isso significa conhecer o tamanho e a arquitetura do local, recuo, bem como as áreas comuns e de lazer. Todos esses fatores são levados em consideração para realizar uma precificação correta. 2) Situação da unidade Em seguida, a unidade é estudada. É necessário avaliar as condições da casa ou apartamento. Nessa etapa, levam-se em conta detalhes sobre a planta, eventuais reformas realizadas na unidade, materiais utilizados na construção, entre outros. Manutenção e outros reparos também fazem diferença.  3) Vista É isso mesmo:  a vista é um dos pontos importantes levados em consideração em uma avaliação de precificação. Especialmente no caso de apartamentos, em que uma vista diferenciada pode valorizar muito o imóvel em questão.  4) Vagas de estacionamento Especificações como número, tamanho e acessibilidade de vagas de estacionamento  são muito importantes para avaliar um imóvel. Afinal, vagas maiores e em maior quantidade também são aspectos que tendem a valorizar uma casa ou apartamento.  5) Taxas e impostos A imobiliária realiza a soma do valor do condomínio e do IPTU. Caso o valor seja alto, a liquidez do imóvel costuma ser consideravelmente mais baixa.  6) Posição solar Uma casa que seja bem iluminada pelo sol é um requisito de muitos compradores. No mercado curitibano esse detalhe é especialmente levado em consideração, uma vez que muitos dias costumam ser nublados na capital.  7) Comparativo regional Informações acerca das unidades recentemente vendidas na região, bem como a condição desses imóveis, também são estudados pela imobiliária. Esse comparativo também ajuda a definir a faixa de preço dos imóveis.  8) Localização e facilidades Provavelmente um dos aspectos mais importantes, avaliar a localização faz toda a diferença na hora de precificar um imóvel. O bairro, a região, a proximidade com comércios, escolas, bancos e farmácias são questões que certamente farão o preço das casas variar.  O Blog da Axis é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

Investir em marketing imobiliário: quais as vantagens?

Marketing imobiliário é uma série de ações desenvolvidas a fim de incentivar a compra e venda de imóveis. Explorar formatos e investir em soluções de divulgação criativas podem fazer a diferença na hora de fechar. Confira as principais vantagens! 1) Melhora do relacionamento com o cliente; 2) Fortalecimento da marca; 3) Possibilidade de mensurar resultados; 4) Facilitação em processos de captação e manutenção de contatos; 5) Agilizar o processo de negociação Para mais dicas sobre mercado e transações imobiliárias, continue acompanhando as atualizações da Axis 21! 🖥️ https://axis21.com.br/📞 (41) 3068-2121

3 dicas para aumentar o resultado em vendas!

Para se destacar no competitivo mercado imobiliário, é necessário adotar estratégias bem definidas para atender melhor os clientes e, consequentemente, aumentar as vendas. Confira 3 dicas importantes adotadas por corretores imobiliários de sucesso!  Marketing pessoal: vestimenta, corte de cabelo e outros aspectos como maneira de falar ou se portar fazem a diferença na hora do contato com o cliente. Causar uma boa impressão aumenta as chances de fechar negócio, e sua imagem pode fazer a diferença! Jornada de compra: é necessário entender que uma compra passa por diversas etapas, anteriores e posteriores, à tomada de decisão. É imprescindível acompanhar e desenvolver estratégias para os possíveis compradores de cada etapa. Contato e divulgação multicanal: possuir uma divulgação presente em canais online e offline também é importante. Além disso, tenha em mente que clientes diferentes se comunicam de maneiras diferentes. Então, esteja disponível por telefone, chat, e-mail, WhatsApp para não perder oportunidades. 

Como aumentar a liquidez do imóvel e lucrar mais ao vender?

Investir em ativos imobiliários tende a proporcionar retornos satisfatórios. É possível que o retorno financeiro venha do valor do imóvel alugado, por exemplo. Mas também é interessante pensar no retorno advindo da valorização da propriedade ao longo do tempo.  Entretanto, para quem busca vender mais e mais rápido, vale a pena pensar em estratégias para aumentar a liquidez dos imóveis. Algumas atitudes simples podem tornar as transações imobiliárias mais ágeis e lucrativas. Confira!  1) Para quem aluga, deixe o imóvel sempre “pronto para morar” 2) Trabalhe com valores em consonância com a realidade do mercado 3) Nas visitas, evite estar junto com o corretor e o possível comprador 4) Anuncie sempre com uma imobiliária de confiança  Para vender mais, é importante escolher a imobiliária certa. A Axis 21 é referência no setor imobiliário de alto padrão em Curitiba. Se você deseja vender uma casa ou apartamento, conte com a gente!  🖥️ https://axis21.com.br/ 📞 (41) 3068-2121 #mercadoimobiliario #imobiliaria #axis21 #imobiliariacuritiba #curitiba #bairro #casa #apartamento #corretor #financiamento #registro #escritura #realestate #investimento#imóveis #finance

3 dicas para aumentar o resultado em vendas!

Para se destacar no competitivo mercado imobiliário, é necessário adotar estratégias bem definidas para atender melhor os clientes e, consequentemente, aumentar as vendas. Confira 3 dicas importantes adotadas por corretores imobiliários de sucesso!  Marketing pessoal: vestimenta, corte de cabelo e outros aspectos como maneira de falar ou se portar fazem a diferença na hora do contato com o cliente. Causar uma boa impressão aumenta as chances de fechar negócio, e sua imagem pode fazer a diferença!  Jornada de compra: é necessário entender que uma compra passa por diversas etapas, anteriores e posteriores, à tomada de decisão. É imprescindível acompanhar e desenvolver estratégias para os possíveis compradores de cada etapa.  Contato e divulgação multicanal: possuir uma divulgação presente em canais online e offline também é importante. Além disso, tenha em mente que clientes diferentes se comunicam de maneiras diferentes. Então, esteja disponível por telefone, chat, e-mail, WhatsApp para não perder oportunidades. O Blog da Axis é atualizado periodicamente com novidades. Até a próxima!

Dicas para mobiliar e decorar o primeiro apartamento alto padrão!

Os imóveis de alto padrão se diferenciam por possuírem mais conforto, sofisticação, tecnologia e segurança. Entretanto, para garantir que todos esses detalhes estejam certos, é preciso dedicar um tempo à decoração. Confira algumas dicas para acertar na decoração do seu apartamento alto padrão!  Atenção aos detalhes Uma decoração de bom gosto possui detalhes que a tornam única. Por isso, pense bem em cada um dos ambientes da casa. Itens de decoração, pisos, cantos e outros detalhes devem ser bem trabalhados. Tudo isso certamente trará o refinamento e o bom-gosto que seu apartamento necessita! Paleta de cores Pensar na paleta de cores é primordial em uma decoração. Cada cor, ou a mistura delas em um mesmo ambiente, pode transmitir ideias ou sensações nos moradores e, é claro, em seus convidados. Por isso, busque realizar combinações que enriqueçam ainda mais o imóvel e os outros itens que compõem a decoração.  Peças de arte  Por que não transmitir também seu senso estético e artístico em sua decoração? Para quem aprecia, é interessante complementar a decoração com quadros, estátuas, vasos e outros artefatos de arte. É necessário apenas ter cuidado com exageros, não adicionando diversas peças de arte em um mesmo cômodo.  Qualidade dos materiais  Investir em materiais de boa qualidade garante a longevidade e o conforto a longo prazo. Além disso, a probabilidade de gastos com reparos ou reformas no futuro se torna consideravelmente menor.  Iluminação  De que adianta pensar em tantos detalhes na decoração, se seu apartamento não tiver a iluminação adequada para valorizar tudo isso? Um bom projeto luminotécnico garante que cada cantinho do seu imóvel seja evidenciado de maneira adequada. As luzes também podem ser personalizadas conforme o horário ou a ocasião. 

A portabilidade de crédito utilizada no financiamento imobiliário

O financiamento é uma das maneiras mais populares de aquisição de um imóvel no Brasil. É preciso, contudo, buscar sempre as melhores oportunidades e as taxas e prazos que ofereçam maiores vantagens. Afinal de contas, estamos falando de uma dívida que tende a se estender por várias décadas.  Por isso, muitas pessoas têm recorrido à portabilidade de financiamento imobiliário. Nos últimos anos, as quedas da Selic tornaram esse tipo de estratégia ainda mais popular. Mas você sabe exatamente do que se trata a portabilidade de crédito, e como utilizá-la para tornar o seu financiamento imobiliário ainda mais atrativo?  Pensando nisso, preparamos um guia completo com várias dicas, visando tornar a compra do seu imóvel ainda mais facilitada. Confira!  Como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário? Além da dívida em si, um fator que deve ser levado em consideração na hora de financiar são as taxas de juros. Por isso, quem busca a portabilidade do financiamento está, também, procurando reduzir a dívida.  Entretanto, este não é o único fator decisivo para quem deseja transferir o financiamento para outro banco. Fatores como atendimento e suporte da instituição financeira durante os anos de pagamento também fazem a diferença na escolha.  Antes de tomar a decisão, o comprador pode solicitar um extrato do Custo Efetivo Total (CET), além de uma cópia do contrato atual e informações a respeito do saldo devedor. Com essas informações reunidas, chega o momento de buscar um banco que ofereça condições mais atrativas e que, obviamente, ofereça taxas de juros menores.  Portabilidade de financiamento imobiliário vale a pena?  Antes de tomar qualquer decisão, é interessante avaliar os custos e vantagens que essa operação pode ter. No caso dos custos, podemos citar valores referentes à taxa de abertura de crédito e elaboração de cadastro no novo banco, que eventualmente pode ser negociável em algumas instituições.  Além disso, é necessário realizar a transferência do imóvel para o novo banco, e o custo aqui varia de acordo com o cartório. De maneira geral, a portabilidade de financiamento costuma ficar entre R$3.000 e R$4.000.  A principal vantagem dessa operação é, sem dúvidas, a redução da dívida. A portabilidade de financiamento pode ser realizada quantas vezes o comprador desejar. Contudo, por se tratar de uma operação um tanto burocrática, o ideal é que as propostas para mudar de banco sejam avaliadas sempre com muito cuidado.  Dicas para portabilidade do financiamento imobiliário  Não pense apenas nas taxas: é preciso levar em conta também aspectos como qualidade e atendimento da instituição financeira durante o tempo do seu financiamento; Busque as melhores instituições: pesquise com paciência e avalie várias propostas, nem sempre a primeira opção encontradas será a melhor;  Planeje: o que você irá fazer com o montante economizado ao realizar a portabilidade?  Procure a opinião de um especialista no assunto, para ter mais clareza no momento de tomar as decisões.  O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima!

3 dicas para comprar o primeiro imóvel!

Adquirir um novo imóvel é, para muitas pessoas, a realização de um sonho. Por isso, essa atitude sempre gera muitas expectativas. Seja para morar ou investir, comprar um imóvel é uma decisão que requer muito estudo, uma vez que se trata de uma transação de grande porte.  Pensando nisso, listamos algumas dicas principais para aqueles que estão comprando um imóvel pela primeira vez. Confira abaixo os principais itens a serem levados em consideração na hora da compra!  Defina os detalhes mais importantes  Comprar uma casa não tem apenas a ver com dinheiro. Na verdade, é necessário também que a decisão seja tomada avaliando o contexto atual da sua vida. Isso pode evitar diversos arrependimentos futuros.  Por isso, pense cuidadosamente nos detalhes. Para quem busca morar, os fatores a serem levados em conta são:  Tamanho do imóvel; Localização; Número de membros na família; Presença ou não de pets; Redondezas, facilidades e estilo de vida.  Para quem busca investir, também é interessante pensar no potencial de valorização do imóvel e da região no qual o mesmo está instalado. Dessa forma, é possível garantir que a escolha do imóvel seja a melhor possível.  Tenha um planejamento financeiro Ter um planejamento financeiro bem definido garante que o processo de compra seja melhor. Por isso, alguns detalhes são importantes, tais como: Saber as condições de pagamento do imóvel; Possuir uma reserva para o caso de imprevistos; Separar uma quantia para taxas e despesas de documentação. Ter um valor destinado à entrada do imóvel (em geral, é solicitado 30% do valor do imóvel como entrada).  Escolha uma imobiliária de confiança  Após ter uma ideia mais precisa do imóvel desejado, chega a hora de tirar o sonho do papel. Isto é, encontrar o negócio perfeito! A boa notícia é que isso não precisa ser uma tarefa solitária.  Felizmente, atualmente diversas imobiliárias contam com equipes preparadas para encontrar a melhor opção de casa ou apartamento desejado por você.  A Axis 21 é um exemplo disso. Com uma equipe extremamente competente e uma curadoria cuidadosa, conseguimos garantir as melhores opções para quem procura casas ou apartamentos de alto padrão em Curitiba.  Além dessas dicas, nós desejamos muita sorte na procura do seu primeiro imóvel. O Blog da Axis 21 é atualizado semanalmente com novidades. Até a próxima! 

ITBI: saiba mais sobre essa taxa!

Adquirir um imóvel exige uma série de documentos e certificados específicos, bem como o pagamento de certos impostos e taxas. Por isso, o comprador pode se deparar com muitas dúvidas no que diz respeito à saber, de fato, o que significa cada termo.  Um desses termos é o ITBI, que é o Imposto para Transmissão de Bens Imóveis. Mas, na prática, o que essa taxa significa? Continue a leitura e confira a importância da quitação do imposto, bem como realizar o cálculo dele!  Afinal, o que é o ITBI?  O Imposto para Transmissão de Bens Imóveis é um tributo obrigatório do município, sendo portanto cobrado pelas prefeituras. Assim, alguns detalhes podem variar conforme a cidade. O pagamento da taxa é importante pois, em caso de não-quitação, transferir a propriedade imóvel para o novo dono se torna impossível, já que a documentação não é liberada.  Como o ITBI é calculado?  O cálculo do imposto é feito a partir do valor de mercado do imóvel, também conhecido como valor venal. Nesse sentido, aspectos que influenciam no cálculo do imposto incluem  o tamanho, localização, entre outros.  Para descobrir o valor venal do imóvel, basta conferir o carnê do IPTU. Alguns municípios podem, no entanto, ter variações no valor por conta da alíquota, que costuma variar entre 2% e 3%. Na prática, um imóvel que custe R$ 350.000, à uma alíquota de 2%, o ITBI cobrado será de R$ 7.000.  Qual a importância de pagar o ITBI?  Mediante pagamento do ITBI, a situação do imóvel é regularizada nos órgãos públicos. Assim, o comprador do imóvel terá acesso a serviços como água, luz, coleta de lixo e asfalto na rua. Pagar o ITBI também garante a liberação da documentação necessária para que o processo de compra seja efetivamente concluído.  Quem realiza o pagamento do ITBI? Apesar de não haver uma legislação específica que determine de quem é a responsabilidade do pagamento do imposto, geralmente a quitação tende a ser assumida pelo comprador do imóvel. Caso haja permuta de imóveis, as partes ficam responsáveis por suas respectivas propriedades. O Blog da Axis conta com novidades toda semana. Até a próxima!